quarta-feira, dezembro 20

.



Escrever n'O Telescópio neste último ano e meio foi uma experiência bastante gratificante. De facto, a blogosfera e geral é gratificante. Aqui aprendi imensas coisas e coloquei outras tantas em questão, tomei e troquei de opinião várias vezes em diversos pontos.

Estabeleci contacto com pessoas que nunca vi nem falei pessoalmente, mas cujas ideias conheço, discuto e admiro. O facto de participarmos em algo torna-nos mais curiosos e atentos, e por isso é importante saltarmos do nosso cubículo, projectar a voz e abrir os olhos aos outros.

Quanto a este cantinho, penso que chegou a ser aquilo que eu sempre quis que fosse. Um blogue aberto, actual e activo. Como orgulhosamente mostrei aquando do primeiro aniversário. Teve o seu tempo, que acabou. Coloco aqui um ponto final neste blogue.

Aproveito para agradecer publicamente à Ana, ao Gonçalo, ao Salvador, ao Manuel, à Sara e à Inês por terem aceite o meu convite para participar e pelas suas contribuições. Todos contribuíram à sua maneira, muito ou menos, para a boa saúde d'O Telescópio. Obrigado também aos leitores mais ou menos assíduos e a todos aqueles que me ajudaram a colocar de pé e a manter o espaço. Até sempre, vemo-nos por aí.

"We have to be all those difficult things like cheerful and kind and curious and brave and patient, and we've got to study and think, and work hard, all of us, in all our different worlds, and then we'll build... the republic of heaven"
The Amber Spyglass, p. 526

Feliz Natal...

...e até sempre.

domingo, dezembro 17

Quem anda a tramar Ricardo Salgado?

Dizem os livros que quando uma empresa ou personalidade se encontra no quadrante superior esquerdo da matriz BCG (alta notoriedade por motivos negativos), o primeiro passo é reduzir a notoriedade. Não se percebe então o porquê de, com todos estes problemas a assolar o BES, Ricardo Salgado seja ontem destaque no Expresso.

Óbvio que ninguém poderia adivinhar, até porque a entrevista já estará planeada há uns tempos. Mas há uns tempos falava-se da Operação Furacão e da Operação Suéter, pelo que há muito que o BES anda nas bocas do Mundo pelas piores razões. E então? Haverá alguma mão invisível a querer tramar Ricardo Salgado?

sexta-feira, dezembro 15

A encruzilhada de Ankara

Manter a Turquia fora da UE é de todo legítimo, na medida em que aquela espécie de regime demo-islâmico continua bastante longe de cumprir os critérios que a poderiam tornar parte integrante do clube não cristão mas humano e civilizado que é a dita União.

Porém, rejeitar a Turquia pode ser muito mais do que dizer não. Pode ser dizer sim a deixar a Turquia à mercê do fanatismo religioso e da influência árabe. Pode significar perder a oportunidade de tentar influenciar o maior e mais poderoso país daquela região em favor daquele que se considera ser o futuro desejável.

Dizia algum velho sábio que devemos manter os nosso inimigos perto, debaixo de olho. O que será pior? Ter uma espécie de Cavalo de Tróia no seio da Europa ou entregar aos fanáticos, de mão beijada, um aliado poderoso e importante?

segunda-feira, dezembro 11

Um contra Todos

Hoje, no Prós e Contras, são cinco (sim, a Fátima) contra um. E o Carmona lá se aguenta, qual Hércules.

Brilhante a explicação do aumento da dívida ao Manuel Maria Carrilho (Elas [as dívidas] não estavam lá há cinco anos, é verdade, mas deviam estar, já que é desde essa data que existem), que arrancou um aplauso da assistência.

terça-feira, dezembro 5

Alerta Vermelho! BOMBA!

"Um telefonema anónimo, com uma ameaça
de bomba
, lançou o caos ontem ao fim da tarde no campus de Campolide da
Universidade Nova de Lisboa. A ameaça, que visou o edifício da reitoria, obrigou
à intervenção da PSP, que procedeu ao rebentamento de um objecto suspeito, após
a evacuação das instalações."
E eu tive de dar a volta pelo Tribunal até ao Metro! Uma autêntica desgraça...

segunda-feira, dezembro 4

O Homem, a Visão e a Foto


Há 26 anos, desaparecia Sá Carneiro. Não tendo desaparecido a sua Visão, ainda encarnada por muitos (embora, paradoxalmente, não pelo Partido que fundou), desapareceu o Homem que se dispunha a colocá-la em prática. Sá Carneiro era um político, daqueles profissionais, que gostava mesmo do que fazia. Porque tinha a tal Visão, e acreditava que era esse o caminho certo para Portugal. Se ainda fosse vivo, julgo que continuaria a acreditar num Portugal melhor e mais confiante. Continuaria a lutar pelo seu ideal de desenvolvimento e a arranjar soluções para fazer este País crescer, avançar e vencer. Talvez seja por isso que é esta a foto que normalmente acompanha os textos ou notícias sobre Sá Carneiro: a cabeça apoiada, o rosto pensativo, o olhar no infinito. E tal facto é uma das maiores homenagens que se pode prestar ao fundador do PSD.

sábado, dezembro 2

InsurREIção

Atravessamos há muito, como País, uma crise depressiva. Tanto bastou para que nos antecipássemos precipitadamente a desperdiçar rendimentos que ainda nem sequer tínhamos gerado. [A democracia em Portugal] já não é uma democracia, é uma fraude.

D. Duarte aponta ao seu filho o caminho a seguir, no dia da sua estreia em funções protocolares.

Orgasmo pela Paz


A Organização Global Orgasm escolheu o dia 22 de Dezembro (solstício de Inverno) para contribuir para a paz mundial. O objectivo é fazer com que o maior número de pessoas faça amor e tenha um orgasmo ao mesmo tempo, concentrando os seus pensamentos durante e depois para o fim dos conflitos.

A combinação da energia orgásmica e dos pensamentos positivos injectará uma enorme quantidade de energia positiva no Mundo que contribuirá, segundo a organização, para a redução da violência e das acções negativas no planeta. Aberto a todas as pessoas, o evento terá lugar a uma hora específica (contagem decrescente no site), sendo especialmente direccionado aos habitantes dos países em guerra.

Uma iniciativa insólita mas de uma nobreza inquestionável que merecerá todo o apoio e participação!