quinta-feira, julho 20

Tea conversations

Gostaria que o eng. SOcrates (ou a dona Lurdes Rodrigues) tivesse visto a cara da minha tia quando lhe expliquei o actual modelo de colocaCAo dos professores nas escolas portuguesas (but how do they know the needs of each school??); ou a indignaCAo da minha prima quando lhe falei das multas por ir A Agua quando a bandeira estA amarela ou vermelha; ou o quAo estranho E para ela (que trabalha numa companhia de Aguas) que em Portugal tenhamos apenas uma companhia, protegida pelo Estado. Your State is really protective! Pois. tambEm E assim nos transportes, na energia, nas comunicaCOes... My gosh!

Claro que tambEm podem imaginar a minha cara quando o meu tio (que trabalha no ramo) me mostrou os tarifArios de algumas companhias aEreas. NAo admira que os britAnicos estejam sempre a viajar! Quando lhe perguntei como tal coisa era possIvel, ele respondeu com uma simples palavra: competition.

malta com binóculos

  • Eu oiço essas coisas todas desde pequenina... Fantástico como nada muda por estas bandas :S

    By Blogger Sara, at 6:55 da tarde  

  • Desculpa lá mas esse argumento de mostrar tarifários da RyanAir só demonstra falta de conhecimento sobre o funcionamento das Low-Cost. Os vôos são baratos (e depende de quando compras), as taxas é que não! Se são tão caros em Portugal, não é falta de concorrencia nas companhias, é falta de concorrência nos aeroportos!

    By Blogger Tiago, at 10:18 da tarde  

  • Gostaria primeiro de deixar uma nota positiva no tema do blog, porque está muito bom.

    Vamos à parte boa.
    temos aqui um senhor de direita.
    Vamos então ver: analisar cada escola e cada professor e dar-lhes umas festinhas dizer-lhes coitadinhos...
    Estudam 4 anos, trabalham mais um no material e passam o resto da vida a tirar cópias do material.
    Ao longo da carreira fazem muito menos e ganham muito mais!
    Deviam experimentar um contrato renovável todos os meses...

    Qual é a parte do conceito de multa de prevenção que não conhece? A nosso código penal está cheio delas!

    Felizmente a nossa água ainda não foi entregue nas mãos de quem faria "sei lá eu o quê" para ganhar dinheiro com isso.
    "Consuma um reservatório de água e leve outro grátis!"

    O resto são falsidades...

    By Blogger qq, at 12:10 da manhã  

  • São os reflexos do país em que vivemos. Na questão das águas acho que deve ser o estado a controlar as mesmas, pois cada vez mais é um bem escasso e sabemos da propensão dos privados para jogarem com factores como esse em caso de privatização das mesmas. Boas férias e diverte-te aí por Inglaterra.

    Um Abraço,

    Pedro Gonçalves.

    By Blogger Pete, at 11:14 da manhã  

  • Bah. Deixemo-nos de coisas. Eles também têm as incoerências deles. Não trocaria este retalho do tamanho de um quintal, a que chamam Portugal, por uma fria e arrogante Inglaterra.

    By Anonymous Vânia Pomares, at 11:39 da tarde  

  • =) claro que tambem tem as suas incoerencias (e muitas). Mas eu sO estava a dar exemplos. Acho que podemos muito bem pegar nas coisas boas e tentar imitar ou mesmo adaptar e deixar as incoerEncias, nao E?

    Quanto ao comentario do caro Joao Matos. E a sua opiniAo. NAo percebi muito bem o que quis dizer acerca dos professores.. Talvez possa explicar melhor, pois nem sequer percebi se concorda comigo ou nAo.

    Nas outras matErias nAo acho que esteja a ver bem as coisas. NAo concordo com multas preventivas. O cidadAo comum certamente nAo estudou teoria dos jogos ou assim x) Seja como for, ha situaCOes para multas preventivas, mas nAo aquelas, for sure. Quanto A Agua, nAo seria bom termos uma promoCAO do gEnero?

    By Blogger Tiago Alves, at 11:38 da manhã  

  • PS. Titas: tambEm, mas nAo sO ;) Mas concordo na questAo principal; antes de pensarmos em mais companhias aEreas, provavelmente serA melhor pensarmos em retirar a ANA o monopolio dos aeroportos nacionais

    By Blogger Tiago Alves, at 10:02 da tarde  

  • Ola Tiago,

    Em primeiro lugar parabens pelo teu blog.

    E a primeira vez que venho aqui comentar pq vejo que viemos passar ferias em sitios completamente diferentes e estamos a ter duas experiencias completamente opostas.
    Enquanto te espantas pelo desenvolvimento de um pais, eu espanto-me pela falta dele.

    Embora n devamos nos comparar aos mais fracos, mas aos mais fortes, antes de criticar as multas dos banhistas(que ate teem algum fundamento, proteger-nos contra a nossa propria falta de prudencia)devemos olhar para algumas outras multas existentes no mundo: aqui na Macedonia por exemplo elas sao bastante pesadas e (na minha modesta opiniao) acabam por ser mtas vezes aleatorias pq basta encontrares um estrangeiro sem passaporte consigo nesse preciso momento (algo compreensivel pq se o perderes dificilmente consegues sair do pais durante ai.....uns tempitos.....e acredita q n queres ficar aqui preso) que tens de ir a tribunal, pagar uma multa pesada, alem de pagar pela papelada toda...Mesmo tendo o passaporte em casa.

    Bem sei que e um dever andar identificado, mas isto cheira-me a multar o medo q os estrangeiros teem de perder a unica saida que teem deste pais...

    By Anonymous Rita Costa, at 11:51 da manhã  

  • Ola Rita =)

    Obviamente que a nossa apreciaCAo sobre o desenvolvimento do nosso paIs esta sempre refEm da comparaCAo. NAo me espanta nada as multas na Macedonia, um pais mais atrasado que o nosso, ao qual ainda nem sequer chegaram os ventos ocidentais que ja varrem outros estados do Leste. Ja agora, boas ferias =)

    PS. so um ultimo comentario a tua frase "as multas dos banhistas(que ate teem algum fundamento, proteger-nos contra a nossa propria falta de prudencia)". Ter ou nAo prudEncia E uma escolha livre que fazemos e pela qual somos responsAveis. Sempre que formos ao mar quando somos avisados para nAo o fazer estamos a assumir o risco. Se esse risco nAo puser em causa direitos de outra pessoa, nAo vejo porque E que alguEm terA o direito de me "proteger".

    By Blogger Tiago Alves, at 12:57 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home