quarta-feira, junho 28

Que bonito!

No Primeiro Jornal (SIC) de hoje, passou uma reportagem sobre um jovem empresário, que se lançou na aventura de criar o seu negócio depois de ter deixado o cargo de director comercial de uma empresa da indústria automóvel. Candidatou-se a um programa de apoio a jovens empresários e recebeu alguns fundos. Uma das cláusulas deste subsídio obrigava-o porém a criar novos postos de trabalho. O senhor tem tentado, mas não consegue, e está a ver que vai ter de devolver tudo. Entre os episódios passados contam-se frases como "ah, isto é muito trabalho, não dá" ou "estou a receber rendimento mínimo de 800 euros, não preciso de vir para trás de um balcão ganhar 500".

Depois da reportagem, nada melhor que uma outra notícia a dar conta da intenção do PCP e seus sindicatos se manifestarem por menos precaridade no trabalho e mais direitos e mais ajudas e tal.

malta com binóculos

  • "estou a receber rendimento mínimo de 800 euros, não preciso de vir para trás de um balcão ganhar 500""

    ponta do iceberg. é o gozo total!

    By Blogger Elise, at 8:30 da tarde  

  • Não percebi nada...

    By Blogger JP, at 3:06 da manhã  

  • elise :-)
    Jota, a reportagem é sobre um jovem dono de um café, que conseguiu abrir o negócio graças a um programa de ajudas comunitárias. Esse programa obriga-o a criar postos de trabalho, sob pena de ter de devolver os fundos. O prazo está a acabar e ele ainda não conseguiu arranjar um empregado duradouro.. Por algumas das razões que pus no post. Acho que também houve outro que foi apanhado no segundo dia a meter dinheiro ao bolso..

    By Blogger Tiago Alves, at 12:55 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home