quinta-feira, maio 4

Coisas que eu não entendo

Não percebo porque é que os meus colegas não se sentem, em geral, atraídos pelas apresentações dos trabalhos dos outros, preferindo faltar à aula. Certamente que preferências são preferências e trade-offs são trade-offs, mas não deixa de me fazer confusão. Afinal, de contas, são aulas muito mais interactivas, onde se fala de muito mais do que matéria. Fala-se da sua aplicação ao mundo real. Falam-se de casos reais ou de pesquisas interessantes.

As apresentações são enriquecedores para todos. É suposto retirar algumas conclusões sobre o tema apresentado. O objectivo não é só bater palmas no final! É, por exemplo, aproveitar algumas ideias; é ver o que não se gostou e não imitar; é comentar, criticar e elogiar. Mas nada disto acontece. E não tem acontecido na cadeira de Marketing, onde a afluência se reduziu a cerca de metade (arrendondo para cima). Dada a situação, não admira que a maioria dos que já apresentaram o tenham feito com os olhos quase vidrados na professora. O que, apesar de ser ela a avaliadora, não deixa de ser um ponto bem negativo.

malta com binóculos

  • Mais precisamente, à última aula assistiram 23 alunos, quando a director geral da Parceiros de Comunicação esteve a falar-nos de assuntos bastante interessantes. Não percebo que imagem é que queremos passar de nós próprios quando não mostramos o mínimo interesse mas que a porfessora vai tirar conclusões daí e fazê-las reflectir no exame, lá isso vai!

    By Blogger JP, at 6:39 da tarde  

  • Apesar de não ter essa cadeira, realmente não faz muito sentido faltar a uma aula de apresentações a Marketing. Tenho quase a certeza que aprenderia mais com um trabalho com que páginas de explicações no livro...

    By Blogger a_mais_fixe, at 8:38 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home