quarta-feira, abril 12

Opinião Livre - conclusões

Parece, à primeira vista, que Bolonha não está a entrar bem na cabeça dos leitores d'O Telescópio. O acordo foi considerado como injusto por 36% dos votantes. No entanto, numa análise mais atenta, constatamos que as coisas não são assim tão más.

Os entusiastas do processo poderiam escolher entre quatro palavras (necessário, inovação, harmonia e flexibilidade). Os críticos também (falácia, confuso, injusto e regressão). Exceptuando os brincalhões da "cidade italiana", temos um empate técnico. Nove votos para o primeiro conjunto de palavras (41%) e dez para o segundo (45%). Além disso, as palavras votadas por estes 45% estão mais relacionadas com o processo de transição do que com o acordo em si. Talvez então a pergunta tenha sido colocada de forma demasiado restritiva.

Haverá certamente muita gente (eu incluo-me neste lote) que é entusiasta de Bolonha e das suas vantagens mas que, dado ser apanhado no meio do turbilhão, pensa que as expectativas dos actuais alunos não foram devidamente acauteladas. E que se deveria apostar numa maior flexibilidade (afinal, um dos pilares do acordo), de modo a gerar benefícios, mesmo que modestos (os chamados pequenos ganhos), para os actuais alunos. Para não condenar Bolonha à rejeição violenta e ao sentimento de injustiça que, como se vê, grassa pelos estudantes e contamina, a cada conversa de café, os desconhecedores ou indecisos, actuais ou futuros universitários.

malta com binóculos

  • faço parte dos q responderam injusto, e como percebeste esta resposta respeita mais á transição do q ao processo em si. acho que deveria ter havido um periodo d transição mais alargado, ou no minimo mais flexivel...

    By Blogger a_mais_linda, at 7:56 da tarde  

  • Eu sou entusiasta. Continuo é a não saber o que vai acontecer aos que como eu já lá estão. Falta de procura minha?! Talvez mas acho que não. Isto no fim de contas, eles (estado), não querem saber só que como vai tornar o ensino mais barato, SIGA! Tou para ver é como vai ser com as propinas...e com o custo do mestrado.

    By Anonymous kimas, at 8:51 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home