sexta-feira, abril 7

O fim da(quela) blogosfera

O Acidental encerra amanhã, dois anos depois. Durante estes dois anos, o blog transformou-se num verdadeiro barómetro da blogosfera lusa. Pode não ter andado pelos primeiros lugares daquele top que eu próprio ainda não compreendo, mas teve o dom de ser o verdadeiro ponto de encontro da direita. PPM não é uma sigla registada, mas é sem dúvidas um conjunto de letras hoje divulgadas um pouco por todo o lado, acompanhado de elogios ou críticas. São letras que, juntas, têm um grande significado e história.

Disse aqui um dia que o Paulo era uma das pessoas a quem a blogosfera lusa devia mais. Disse também, mais do que uma vez, que O Acidental era o meu blogue de referência, uma espécie de modelo inspiracional. Eu e O Telescópio existimos e somos falados muito por culpa desse senhor e do seu blog. Um blog que, também importa dizer, teve muitas posições de que não gostei. Um blog onde as constantes contratações, embora de qualidade, nunca apagaram a perda de alguns nomes míticos. Nomes que ajudaram a construir o que hoje (ainda) se associa à palavra "Acidental".

O Paulo não tem nada a provar e deve partir (estou certo de que o faz) com a sensação de dever cumprido. Sai, realmente, na altura correcta. Quaisquer que sejam os novos vôos, terão sempre aqui um leitor e espectador (quando caso disso) atento. Como não espero que deixe (também) de andar por , fica um até já. Quanto a nós, continuamos por aqui. A nossa blogosfera continua, agora renovada.

malta com binóculos

Enviar um comentário

<< Home