quarta-feira, abril 19

Memória presente


Tal como disse ontem, hoje fiz questão de passar pelo Rossio, lá pelas 3 da tarde. Tive a companhia do Gonçalo. Não acendemos nenhuma vela pois, além de estar uma enorme ventania, não encontrámos nenhuma pelo caminho. Não deixámos, porém, de vir a conversar sobre o acontecimento.

O Gonçalo disse-me que não conhecia bem a história. Eu lembrava-me dela de modo fugaz, de uma qualquer aula de História do 11º Ano, embora com poucos pormenores. Se não fosse o Nuno Guerreiro, no seu blogue, a recordar este assunto, estaríamos provavelmente a passar sobre este dia sem um único pensamento, uma única reflexão, uma única homenagem. Ainda bem que assim não é.

malta com binóculos

Enviar um comentário

<< Home