quinta-feira, abril 13

Confesso...

Na minha opinião, não fazia nada mal à Igreja lembrar-se que estamos no século XXI. Para perceberem o porquê desta afirmação vejam o seguinte.

Adenda: vale a pena recordar este texto do amigo Dani, escrito por alturas do Conclave. Hoje, mais do que nunca, faz muito sentido.

malta com binóculos

  • Sim, um grande passo da igreja católica no sentido de acompanhar a evolução e desta forma conseguir continuar a ignorar questões mais sérias como o aborto, casamento entre homossexuais, entre outros.

    By Blogger Jtcs, at 12:50 da tarde  

  • tá giro, tá...e já agora, existia um ponto de encontro das vozes economicas de campolide e ninguem me dizia nada, achei mal!!

    By Blogger a_mais_linda, at 1:26 da tarde  

  • Sao por estas e por outras que a igreja perde a cada dia que passa, mais fieis. E com estas medidas que pretendem atrair os jovens para a Igreja...com tantas coisas no mundo que realmente deveriam prender a atencao da Igreja, e com estas estupideces que eles nos saem...no comments...a serio. Ja com a eleicao de Bento XVI eu tinha a certeza de que a Igreja comecarai a andar pra tras, mas nunca pensei k fosse tanto. Ainda estou pra ver o dia em que um cardeal "moderno" chegue a Papa, e se deixem de ignorar coisas importantes...
    (ja agr so uma pekena curiosidade: quantos de voces ja tentaram ler a biblia sozinhos e perceberam td o k estava la escrito?? pergunto so mesmo por curiosidade, pk eu ja tentei e nao percebei mt coisa...sabem, essas mensagens que devemos perceber quando le-mos..mas se calhar e mesmo um problema meu...hummm)

    By Anonymous colombianita, at 1:51 da tarde  

  • mais_linda: aquilo foi um pequeno projecto de blogue. Já acabou, como podes ver pelas datas. Não foi muito bem sucedido..

    sarita: eu já tentei, por influencia do dani. Mas parece que comecei com textos muito antigos e pesados (palavras do Dani) e por isso parece que é normal que me tenha aborrecido. Talvez devesses (devessemos, quem sabe xD) começar pelo Novo Testamento. Afinal, importa conhecer.

    By Blogger Tiago Alves, at 1:56 da tarde  

  • eu recomendo a biblia para crianças...é a unica q não m aborrece, tem bonecos!!!=)
    Quanto ao "projecto de blog" bem m parecia q nada com aquele nome poderia resultar!!=)

    By Blogger a_mais_linda, at 3:48 da tarde  

  • Acabei de ver na Sic Notícias um padre dizer que as declarações do cardeal norte-americano James Francis Stafford foram infelizes. Para mim infelizes é eufemismo. Há muito tempo que não ouvia nada tão rídiculo.

    By Blogger Gonçalo Martins, at 7:26 da tarde  

  • Foi dito numa homília e os termos utilizados não foram bem os que foram ditos na tv... Nem denota qq tipo de obrigação. Ele nem lhes chama pecado em lado nenhum. Diz apenas que as pessoas têm de avaliar a sua consciência e verem se, "proporcionalmente" (e isto dá uma margem de manobra enorme), gastam demasiado tempo a fazer essas 3 coisas do que a meditar e a ler.
    A mim parece-me um comentário válido vindo de um cardeal que faz uma homília: uma forma de mostrar como se pode ganhar tempo para Deus cortando em certas coisas. Como disse, não vem escrito pecado em lado nenhum...

    By Blogger Sara, at 1:28 da manhã  

  • Eu não ouvi a homília, apenas li o que veio na comunicação social. Mas mesmo assim, para mim continua a não fazer sentido o que o cardeal disse. Aliás, essa margem de manobra "enorme" a que te referes vem na linha do que a Igreja costuma fazer: pôr todo em termos de tal maneira vagos de tal forma que a verdadeira intenção do que é dito fica ao julgamento de cada um...

    By Blogger Gonçalo Martins, at 2:38 da tarde  

  • Para dar um exemplo que talvez percebas: na minha paróquia costuma de haver uma noite de oração comunitária na 1ª segunda feira de cada mês às 9 da noite. No domingo, o Prior costuma dizer, meio a brincar meio a sério: "não fiquem em casa a ver o dei-te quase td, ou o fala-me de amor ou os morangos com açúcar, venham estar com Deus".

    O Cardeal não enumera nenhuma lista de pecados. Dá apenas um conselho; qq coisa do estilo: vejam se têm as prioridades bem definidas, avaliem as vossas vidas. Mais nada!
    Como já alguém disse, a Internet e a TV servem como uma forma de alienação para mtas pessoas que deixam de estar com a sua família ou com os seus amigos. Para um católico podem tb significar um maior afastamento de Deus.

    E desde quando é que a comunicação social é profissional? ;)

    By Blogger Sara, at 3:15 da tarde  

  • E que mal tem a pessoa isolar-se? Se essa pessoa prefere estar no seu mundo cibernético em vez de conviver com a família ou amigos, será problema dele. Está a pecar por decidir o que é melhor para ele?!

    By Anonymous kimas, at 1:44 da manhã  

  • sluqhpwSão engraçados os vossos comentários, e são interessantes de ler porque até se interessam com temas que talvez não compreendam muito mas qúe gostam de "opinar". Mas o melhor seria, em vez de opinarem sem saberem, procurarem mais informação, como por exemplo em:
    http://jn.sapo.pt/2006/04/13/ultimas/Internet_jornais_e_TV_n_o_s_o.html
    ou http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=670129&div_id=291.

    Muito positivo é o comentário da Sara, e já agora Tiago, a Bíblia é composta por um conjunto de Livros, se é complicado leres algum (e há realmente alguns que são), é só tentares ler outro mais simples, não deixes é de tentar.

    By Blogger Quicker, at 2:55 da tarde  

  • Tem alguma piada dizeres que não percebemos sobre o que estamos a opinar.
    Em primeiro lugar, relatei o que a comunicação social me transmitiu, porque como deves imaginar não estava a ouvir a homília do cardeal. Em 2ºlugar, desde que uma pessoa se sinta bem com isso, que veja a televisão e a Internet que quiser. E o que o cardeal quis dizer cada um entende como quiser, naturalmente existe margem de manobra para entender as suas palavras, mas na minha opinião ele pronunciou-se de forma errada e agora está a querer passar outra mensagem. Naturalmente deves ser católico, mas já ouvi outros católicos dizerem-se inconformados com estas e outras medidas da Igreja.

    By Blogger Gonçalo Martins, at 6:15 da tarde  

  • caro quicker,

    a comunicação social que usas para classificares os comentários é a mesma que, com a sua informação deturpada, motivou a produção dos mesmos.

    Arrisco a dizer que ninguem aqui leu ou ouviu a homilia. Logo é natural que os comentários sejam feitos tendo por base a info disponivel. Neste momento ela mudou; é possivel que alguns comentários mais duros tambem sejam amenizados.

    No entanto, e lendo um dos sites por ti recomendados, vejo que se mantem a intençao de comparar o tempo gasto a ler e na net com a leitura das Sagradas Escrituras. Isto, a meu ver, continua a merecer todo o tipo de criticas por parte de qualquer não-cego.

    Esta tentativa de impedir os crentes de saírem da esfera de influencia da Igreja daria uma óptima (e longa) discussão. Talvez outro dia.

    Obrigado pelo comentário. Espero que a minha e a resposta do Gonçalo te tenham esclarecido.

    By Blogger Tiago Alves, at 7:22 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home