segunda-feira, fevereiro 6

Sob o céu do Ocidente (II)

Oportuno, também, ler o estatuto editorial da Atlântico, nomeadamente o último parágrafo, que pode ser encontrado no site lincado atrás ou na última página da edição impressa. Algo que os editores se propõe a defender.

Ocidente: Porque a civilização ocidental é aquela que maior prosperidade, direitos e liberdades conseguiu assegurar a um maior número de cidadãos. Porque o Ocidente é o nosso mundo.
.
Não nos devemos, nunca, esquecer de quem somos. E por mais respeito que tenhamos por quem quer que seja, não nos devemos esquecer de o exigir também para nós, assim como garantir que nenhum dos nossos se sente ameaçado, ao ver colocados em causa os seus valores e convicções. Por mais que defendamos os valores de todos e os respeitemos; por mais tolerantes que sejamos, nunca devemos esquecer aquilo que pode ser considerado o deadline da nossa neutralidade: aquilo a que chamamos o Ocidente.
Tiago Alves

malta com binóculos

  • Very few societies are genuinely multicultural. Most are bicultural: On the one hand, there are folks who are black, white, gay, straight, pre-op transsexual, Catholic, Protestant, Buddhist, worshippers of global-warming doom-mongers, and they rub along as best they can. And on the other hand are folks who do not accept the give-and-take, the rough-and-tumble of a "diverse" "tolerant" society, and, when one gently raises the matter of their intolerance, they threaten to kill you, which makes the question somewhat moot.

    http://www.suntimes.com/output/steyn/cst-edt-steyn05.html

    By Blogger Elise, at 6:37 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home