segunda-feira, fevereiro 13

Momentos que me fazem sorrir

Quando, na estação do Terreiro do Paço, na sala de embarque para o Barreiro, toda a gente, ao avistar o barco, se desloca para uma das portas de acesso e eu, calculando o ângulo de aproximação do barco, a velocidade do vento e avistando o senhor da Soflusa a deslocar-se em sentido inverso, me dirijo para a outra porta e entro, a sorrir, primeiro que toda a gente.
Tiago Alves

malta com binóculos

Enviar um comentário

<< Home