quinta-feira, fevereiro 2

Eu, que não sou nada de intrigas...

Acho que, e apesar de todo o Mundo ser composto de mudança e a Atlântico não ser excepção, aumentar o preço de capa para quatro euros já a partir de Março pode não ser totalmente benéfico para a gestão financeira da coisa.

Apesar de todo o reconhecimento que tem adquirido, a revista continua, um ano após o seu aparecimento, a ser objecto de leitura de poucas pessoas (a edição de papel, digo), ou não fosse a sua tiragem cerca de 10 000 exemplares, manifestamente pouco para uma revista mensal e tão completa.

Acrescentando a tudo isto, é bem possível que o público seja ainda demasiado elástico, isto é, um aumento do preço (e logo um euro; não podia ser só cinquenta cêntimos?), pode conduzir a uma redução da procura que mais que compense (negativamente, claro está) o acréscimo de receita.

É uma opinião. Seja como for, já me deu mais um incentivo para a assinar. Não sei se era o objectivo...
Tiago Alves

malta com binóculos

Enviar um comentário

<< Home